Flacidez no rosto: conheça as 7 dúvidas | Espaço Saúde Rio

Clínica de Dermatologia e Estética

(21) 2535.9077 | 3874.3134 | Rua Jardim Botânico, 600, sala 403/404, Jardim Botânico

Flacidez no rosto: conheça as 7 dúvidas mais frequentes

Flacidez no rosto: conheça as 7 dúvidas mais frequentes


papa1606

O envelhecimento da pele é uma ação natural do tempo, mas, ainda assim, é motivo de dor de cabeça de muita gente. Acompanhada das rugas e linhas de expressão, a flacidez facial é uma das queixas mais comuns com o passar dos anos. “Ela é causada pela perda das fibras de sustentação da pele (colágeno e elastina), pela diminuição de elasticidade, pela perda de gordura facial que promove a sustentação e pelo processo de remodelação dos ossos da face, que causa o afinamento da mandíbula”, explica a dermatologista Monica Linhares. Tire mais dúvidas abaixo.

1) Quais são as causas?

“Em um processo lento e progressivo, o colágeno e a elastina sofrem com ações de agentes externos, como excesso de exposição solar, alimentação inadequada, alterações hormonais e até mesmo influência genética”, ressalta a especialista. O sedentarismo, o tabagismo, o estresse e as variações de peso também causam o enfraquecimento e a perda da elasticidade das fibras de sustentação.

2) A exposição ao sol tem alguma influência?

Sim! “A exposição excessiva ao sol sem filtro solar é uma das principais razões para o envelhecimento precoce, já que o sol degrada as fibras de sustentação. Sem protetor, você aumenta as chances de ganhar manchas e marcas de expressão no rosto… Além de correr muito mais risco de, futuramente, desenvolver um câncer de pele”, afirma. Por isso, é essencial o uso de protetor solar no rosto todos os dias, mesmo nos dias nublados.

3) Massagens faciais funcionam?

Não são uma solução definitiva, mas ajudam a estimular a região facial. A exercitação dos músculos do rosto é uma forma de fazer com que a pele fique mais firme. Junte a sua rotina de cuidados uma série de exercícios faciais e massagens para reafirmar o rosto. “Faça movimentos como sorrir e, com os dedos indicadores, forçar um pouco os cantos da boca para cima. Conte até três e solte… Faça três vezes seguidas este movimento. Depois dos exercícios, experimente uma massagem facial. Dê umas batidinhas suaves com os dedos anelar, do meio e indicador sobre a zona da testa, bochechas, contorno dos olhos, queixo e a parte inferior do nariz”, indica Dra. Monica.

4) A flacidez tem relação com noites mal dormidas?

Tem! Pessoas que dormem mal têm duas vezes mais chances de terem linhas de expressão e rugas. “Isso porque as horas insuficientes de sono têm relação direta com redução da elasticidade da pele, a falta de pigmentação e a recuperação mais lenta dos efeitos do sol. Além disso, é durante o sono que o organismo trabalha para desintoxicar e recuperar os tecidos. Enquanto dormimos, as células da pele produzem colágeno e se renovam”, explica a dermatologista. Tenha uma boa noite de sono, com 6 a 8 horas de descanso.

5) Qual a relação com a alimentação?

Uma alimentação saudável e balanceada é fundamental para a saúde da pele. “Para combater a flacidez do rosto, aposte nos alimentos antioxidantes, nos ricos em cálcio, vitamina C e vitamina E”, destaca. Inclua na dieta vegetais frescos, leite, óleos vegetais, cereais integrais e peixes. Todos eles ajudam a nutrir a pele e melhorar a sua firmeza.

6) Cosméticos ajudam no tratamento em casa?

Ajudam, mas apenas como um complemento dos tratamentos feitos em consultório. “Procure cosméticos que contenham ativos firmadores em sua fórmula. Eles agem em duas frentes: dão um efeito tensor e estimulam a síntese de colágeno”, conta a dermatologista. Ativos como vitamina C, vitamina A, retinol e colágeno são ideais para ter uma pele mais flexível. Ao aplicar os produtos, faça movimentos de baixo para cima para exercitar os músculos e lutar contra a força da gravidade. Converse com o seu dermatologista sobre qual antiaging é o mais adequado para você.

7) Qual é o melhor tratamento para ser feito em consultório?

A novidade para o combate da flacidez facial fica por conta do tratamento Exilis Elite. Ideal para garantir firmeza à pele, o aparelho funciona por meio de ondas térmicas que aquecem a pele até atingirem as células de gordura. “O fornecimento de energia acelera a atividade metabólica das células, fazendo com que elas se contraiam. Além disso, ele também estimula a produção de colágeno”, salienta a dermatologista. São recomendadas 4 sessões, mas os resultados do Exilis Elite podem ser vistos logo após a segunda sessão.

Converse com a especialista e agende uma consulta clicando aqui.

Conclusão

A flacidez facial é causada pela perda das fibras de sustentação da pele (colágeno e elastina), que sofrem com o excesso de exposição solar, a alimentação inadequada, as alterações hormonais, a influência genética, o sedentarismo, o tabagismo, o estresse e as variações de peso. Em casa, adicione à rotina de cuidados cremes anti-idade que contenham ativos firmadores, além de apostar em exercícios e massagens faciais. No consultório, a dica é o Exilis Elite, que estimula a produção de colágeno e garante firmeza.

 


Informações do Autor

Monica Linhares

Dra. Mônica Linhares - Médica Dermatologista Diretora Técnica da Clínica Espaço Saúde Rio. Saiba mais em: http://espacosauderio.com.br/clinica/

Sem comentários

Publicar comentário

/* */