Controle do Melasma | Espaço Saúde Rio

Clínica de Dermatologia e Estética

(21) 2535.9077 | 3874.3134 | Rua Jardim Botânico, 600, sala 403/404, Jardim Botânico

controle do melasma

dominio do melasma

controle do melasma


 dominio do melasma

Controle do Melasma

[Veja como investir em tratamentos corretos pode trazer de volta a beleza da sua pele]

 

Não é fácil a vida de quem tem melasma. Há pouco tempo, recebemos na clínica a paciente Andreia Choor de 37 anos,  e que há mais de cinco sofria muito com o problema.

 

 

Não ia à praia, não podia se expor ao sol em simples passeios ao ar livre – o que também prejudicava sua rotina de exercícios físicos, já que ela praticava corrida e ciclismo, tinha dificuldade com maquiagens, pois as manchas atrapalhavam uma cobertura perfeita, e precisava ter um rígido controle no uso do filtro solar, para que o problema não piorasse ainda mais.

 

 

Por conta de todas essas questões, a paciente ainda teve o seu lado emocional afetado, já que não se sentia mais bonita, a qualidade de vida era reduzida devido a tantas restrições em relação à exposição ao sol, ao uso de cosméticos, à ida a eventos com amigos e família, entre outros.

 

 

Conforme vimos no artigo anterior, o melasma é uma hiperpigmentação da pele, decorrente da deposição aumentada de melanina, proteína que garante a coloração da derme e evita os danos da radiação ultravioleta no DNA.

 


Você pode se interessar em ler: O que é melasma


 

 

manchas na face


É caracterizado por manchas em tons marrom com limites bem demarcados, mas de formato irregular. Aparece com maior frequência no rosto, atingindo bochechas, testa e buço, mas também pode surgir em áreas como colo e braços.

 

 

O quadro tem grande influência da exposição ao calor (mormaço) e do sol em excesso. Um bom exemplo são as pacientes que observam piora do melasma, mesmo utilizando filtro solar e chapéu durante o verão.

 

Vale lembrar que o problema também pode aparecer no período da gestação, ou devido ao uso prolongado de anticoncepcionais, doenças da tireoide, determinados cosméticos e até mesmo por conta de pré-disposição genética.

 

No caso da paciente, quando ela chegou à clínica, já havia tentado outros tratamentos sem sucesso, como Laser de CO2 – que pode causar reação pós-inflamatória -, Laseres que prometem tratar o melasma e não respondem corretamente ao tratamento, além de peelings médios e profundos, que não foram elaborados de forma personalizada, de acordo com a necessidade da pele do paciente.

 

tratamento-manchas-na-mele

 

Depois de uma consulta aprofundada e detalhada com a Dra. Monica Linhares, dermatologista, ela passou a usar os produtos adequados ao seu tipo de pele, aprendeu a usar o sabonete para higienizar a pele corretamente, teve incluído nos cuidados diários um creme clareador que não deixa a pele fotossensível e apreendeu usar o filtro solar com ampla cobertura, que pode ser usado como maquiagem – o que a ajudou muito para uniformizar a pele para ir ao trabalho e festas.


De textura leve, o produto ainda é adequado para as atividades físicas ao ar livre que ela pratica.


Em paralelo a todos esses cuidados, também foram incluídos peelings de ação clareadora, que ajudam a manter o melasma sob controle, além de sessões de Terapia Transepidérmica, que  promovem o clareamento da pele e ainda estimulam o colágeno ao mesmo tempo, garantindo a firmeza e viço da região. 

 

resultado-melasma

 

O resultado foi incrível. Em apenas 3 meses, a paciente teve sua pele totalmente clareada e conseguiu aprender a controlar corretamente o melasma, de forma que ele não voltasse.

 

Atualmente, ela realiza consultas dermatológicas na clínica de seis em seis meses como uma forma de controlar/evitar a reincidência. A sua auto-estima voltou, a paciente voltou a se sentir bonita, confiante, retomou suas atividades físicas ao ar livre normalmente e não se estressou mais em relação ao uso de maquiagens, filtro solar, entre outros produtos.

 

Desta forma, vimos como é importante – quando o assunto é melasma – que o paciente consulte um dermatologista sério e experiente, que monte um protocolo de tratamento específico e personalizado.

 

Além disso, mais importante ainda, é preciso que o especialista esteja ao lado do paciente, ensinando-o a importância de criar uma rotina de cuidados disciplinada, fundamental para o sucesso do tratamento e controle do melasma.


Para agendar uma consulta com a especialista, clique aqui


 

 


Informações do Autor

Monica Linhares

Dra. Mônica Linhares – Médica Dermatologista
Diretora Técnica da Clínica Espaço Saúde Rio.

Saiba mais em: http://espacosauderio.com.br/clinica/

Sem comentários

Publicar comentário

/* */