Botox para tratar cicatrizes e queloides | Espaço Saúde Rio

Clínica de Dermatologia e Estética

(21) 2535.9077 | 3874.3134 | Rua Jardim Botânico, 600, sala 403/404, Jardim Botânico

Botox para tratar cicatrizes e queloides

botox-para-tratar-cicatrizes-e-queloides banner

Botox para tratar cicatrizes e queloides


foto botox-para-tratar-cicatrizes-e-queloides

Botox para tratar cicatrizes e queloides

 

O último Congresso Europeu de Dermatologia realizado no fim de Setembro em Viena, que reuniu os mais renomados especialistas em tratamentos estéticos de todos os continentes, trouxeram várias novidades para uma técnica já tão consagrada, como é o botox.

Uma grande novidade apresentada é que a toxina botulínica tem sido utilizada com resultados bastante animadores para o tratamento de vários tipos de cicatrizes, bem como dos queloides.

 

Diferença entre Queloide e Cicatrizes Hipertróficas

 

Queloide s e cicatrizes hipertróficas são entidades separadas, pois clinicamente, cicatrizes hipertróficas permanecem dentro dos limites da fronteira da cicatriz original, enquanto os queloides invadem as áreas ao redor da cicatriz. Cicatrizes hipertróficas geralmente surgem dentro de 4 semanas, crescem intensamente durante vários meses, e depois regridem.

 

Em contraste, as queloides podem aparecer mais tarde na sequência da cicatriz inicial e depois, gradualmente, proliferam indefinidamente, embora ambos os queloides e cicatrizes hipertróficas mostram aumento da densidade de colágeno, já os queloide s têm um número aumentado destas fibras.

 

A proliferação de colágeno em queloides são maiores, mais grossos e mais ondulados do que os encontrados em cicatrizes hipertróficas ou normais e assumem uma orientação aleatória, enquanto aqueles em cicatrizes hipertróficas desenvolvem paralelo à superfície da pele.

foto cicatrizes-e-queloides

O tratamento de cicatriz facial é considerado um dos problemas difíceis que enfrentam os dermatologistas e cirurgiões, por que vários fatores atuam para influenciar o resultado final da sua cicatrização.

 

Como funciona o tratamento de cicatrizes e queloides com botox

 

O caráter único dos músculos de expressão facial, que se ligam a pele colocam a cicatriz sob estresse contínuo, durante a fase de cicatrização com a subsequente complicação da cicatrização de feridas, o papel da toxina botulínica é agora bem reconhecido em procedimentos estéticos faciais. Esta injeção paralisa a musculatura e permite cicatrização ideal para ocorrer antes da atividade muscular se recuperar.
O Botox pode e deve ser utilizado associado a técnicas clássicas, como é a infiltração local de corticosteróides, imunomoduladores, bem como da Luz Intensa Pulsada (LIP), micro agulhamento e laser de CO2.

 

Leia também: quais os 5 benefícios do botox

 

Existe a indicação do seu uso para as cicatrizes mais recentes, bem como naquelas mais antigas, provenientes de cesarianas e de próteses mamárias.

O mecanismo de ação do Botox na melhora das cicatrizes e dos queloides ocorre quando ele é aplicado nestas áreas, ele irá funcionar como uma “placa de repouso químico”, provocando uma diminuição significativa dos movimentos e da tração nestas regiões, o que em última análise, as mantém em um repouso relativo.

 

Conclusão

 

O número de sessões e as terapias associadas vão variar de caso para caso, de paciente para paciente, vejo que o Botox que já vem sendo utilizado com tanto sucesso e segurança para tratamentos como rugas dinâmicas do terço superior da face, na melhora do contorno da face, do pescoço no foto envelhecimento, na sudorese excessiva das axilas, das mãos e dos pés ganha mais uma utilização de excelência no difícil desafio do tratamento das cicatrizes e dos queloides! Fica a dica, vale à pena conferir!
Converse com a especialista e agende uma avaliação clicando aqui.

 


Informações do Autor

Monica Linhares

Dra. Mônica Linhares - Médica Dermatologista Diretora Técnica da Clínica Espaço Saúde Rio. Saiba mais em: http://espacosauderio.com.br/clinica/

Sem comentários

Publicar comentário

/* */