Conheça os 6 Melhores Tratamentos para queda de cabelo | Espaço Saúde Rio

Clínica de Dermatologia e Estética

(21) 2535.9077 | 3874.3134 | Rua Jardim Botânico, 600, sala 403/404, Jardim Botânico

Conheça os 6 Melhores Tratamentos para queda de cabelo

Melhores-Tratamentos-para-perda-de-cabelo

Conheça os 6 Melhores Tratamentos para queda de cabelo


Melhores-Tratamentos-para-perda-de-cabelo

 

Conheça os 6 Melhores Tratamentos para queda de cabelo

 

Vamos falar um pouco sobre os seis melhores tratamentos para a queda de cabelos?

 

O problema atinge a população mundial em grande proporção, tanto homens quanto mulheres. Existem várias causas para a queda acentuada de cabelos, porém, é importante saber diferenciá-la da calvície.

 

Em alguns casos o bem estar dos fios depende somente de equilíbrio hormonal, nutrição corporal e até fatores psicológicos como stress, depressão e ansiedade.

 

Ao identificar o problema, é importante consultar um dermatologista, para que ele possa avaliar e selecionar a melhor estratégia para resolver a queda de cabelos.

 

Vamos então conhecer mais sobre os melhores tratamentos disponíveis para tratar o problema.


1. Shampoos específicos para queda de cabelos

 

shampoo-especifico-perda-de-cabelo


Os shampoos são, simplesmente, cosméticos e não possuem níveis de absorção que possam interferir geneticamente em nosso organismo, porém, alguns médicos receitam shampoos à base de coco para conter a queda capilar.

 

Isso porque os ácidos caprílico e láurico presentes no coco agem inibindo a produção de 5-alfa-redutase, sem acarretar complicações para o organismo, já outros dermatologistas recomendam o uso de shampoos anticaspa s para conter o avanço da dermatite seborreica no couro cabeludo e, com isso, ajudar a diminuir a queda capilar.


2. Minoxidil

 

minoxidil-perda-de-cabelo

A principal função do princípio ativo conhecido como Sulfato de Minoxidil é melhorar a circulação periférica no couro cabeludo. Ele é aprovado para perda padrão de cabelos no homem e na mulher.

 

Sua ação hipotensora, descoberta na década de 1960, foi muito importante para o tratamento da hipertensão arterial. O Minoxidil é comercializado em versões concentradas de 2% e 5% e age estimulando o crescimento dos cabelos e retardando a calvície, sendo indicado para homens e mulheres com idade inferior à 40 anos e perda recente de fios.

 

Ele aumenta a duração da fase anágena e, também, o tamanho folicular e do diâmetro dos fios. O período para se obter sucesso com o tratamento é permitir o uso entre 8 a 12 meses.


3. Finasterida

finasterida-perda-de-cabelo

O mecanismo de ação da Finasterida funciona da seguinte maneira: 1mg diariamente bloqueia a conversão de testosterona para DHT, bloqueando a ação da enzima 5 alfa redutase, sem reação alérgica, sem interação com outras drogas e sem necessidade de monitoramento sanguíneo.

 

A FDA (agência americana de saúde – similar a Anvisa) aprovou seu uso para perda padrão de cabelos masculinos, apenas. Na mulher, ela tem sido usada fora da indicação, pós-menopausa.

 

Os resultados têm sido alcançados em 80-90% dos homens que usam a medicação por 8 a 12 meses.

 

Em alguns casos, o tratamento pode afetar a próstata ou PSA dos pacientes. Entre os efeitos colaterais, cerca de 2% dos casos podem envolver efeitos adversos sexuais, como diminuição da libido, dificuldade de ereção e diminuição da quantidade de produção de sêmen.

 

Os efeitos desapareceram com descontinuidade do uso da droga.

 

Em suma, qualquer medicamento para combater a calvície que tenha ação através do bloqueio da enzima 5-alfa-redutase, que por sua vez, reflete na diminuição da produção de di-hidrotestosterona (DHT) pelo organismo, ou ainda remédios que tenham ação anti-androgênica, poderão trazer sérios riscos à saúde.

 

Esse é o caso da Finasterida que, apesar de possuir grande eficiência na prevenção da queda capilar, pode ocasionar graves efeitos colaterais, sendo impossível prever em quais indivíduos eles irão ou não se manifestar.

 

Por isso, é fundamental ter acompanhamento do seu médico. Só ele saberá qual o melhor tratamento a seguir.


4. Terapia com Luz de Baixa Intensidade.

luz-de-baixa-intensidade-perda-de-cabelo

 

A terapia com luz de baixa intensidade estimula a melhora da circulação sanguínea local e, também, é indicada para o tratamento da caspa, seborreia e herpes zoster (cobreiro).

 

Na terapia com LED, a luz tem uma ação bactericida, antisséptica e imuno-moduladora, favorecendo a nutrição da raiz, diminuindo o stress no couro cabeludo e estimulando o crescimento capilar.

 

5. Intradermoterapia

intradermoterapia-perda-de-cabelo

A intradermoterapia oferece um mix de ingredientes, que incluem Minoxidil, substâncias visando aumentar o metabolismo do folículo piloso, vitaminas, sais minerais, aminoácidos e outros compostos que atuam de forma preventiva à queda de cabelo, como a própria Finasterida.

O conjunto mais moderno dessas substâncias compõe um agrupamento chamado de fatores de crescimento, formado por três proteínas que estimulam o folículo piloso a produzir cabelo de forma mais rápida e com fios mais grossos.

 

6. TTEA (Terapia Trans-epidérmica de Ativos)

 

Esta técnica realizada com microagulhas e ativos combinados permite infundir para dentro do folículo estimuladores de crescimento e ativos para tratar as doenças do couro cabeludo e melhorar a qualidade dos fios.

 

Além disso, tem a vantagem em relação a outras técnicas de promover liberação de fatores de crescimento e estimular o desenvolvimento de células tronco.

 

Falamos também sobre seu uso junto ao tratamento de microagulhamento nesse vídeo, eu vou lhe mostrar como é possível recuperar os fios e a beleza natural dos seus cabelos e se livrar de uma vez por todas do fantasma da calvície. Assista pelo link abaixo.

 

 

Para realizar o pré agendamento da sua consulta é só clicar neste link:

http://d8262e4.contato.site/Queda-de-Cabelo

 


Informações do Autor

Monica Linhares

Sem comentários

Publicar comentário