Guia da pele masculina | Espaço Saúde Rio

Clínica de Dermatologia e Estética

(21) 2535.9077 | 3874.3134 | Rua Jardim Botânico, 600, sala 403/404, Jardim Botânico

Guia da pele masculina: tudo que o homem moderno precisa saber sobre sua pele.

Guia da pele masculina: tudo que o homem moderno precisa saber sobre sua pele.


Para saber mais marque sua consulta

.

Oleosidade, rugas, linhas de expressão, e danos solares, problemas de saúde, entre outros tópicos analisados a fundo

O homem e a diferença entre as idades

30 anos: a elasticidade da pele tende a diminuir de forma aparente. As manchas causadas pelo sol começam a aparecer, como também as linhas de expressão mais visíveis, especialmente na região dos olhos.

40 anos: maior surgimento de manchas em áreas expostas, como rosto, mãos e braços. As linhas de expressão se tornam mais profundas e surgem rugas mais pronunciadas.

50 anos: a pele se torna mais sensível, áspera e opaca. Olheiras e bolsas são mais pronunciadas. Ocorre perda de hidratação.

60 anos: rugas mais profundas surgem no rosto, assim como a flacidez, enquanto a capacidade natural de regeneração diminui.

Mais de 60 anos: a pele se torna ainda mais sensível e propensa a infecções e manchas. A perda de volume e brilho são aparentes.

.

 1) OLEOSIDADE X RESSECAMENTO

No dia a dia

Uma solução eficiente para quando não há tempo de lavar o rosto é a utilização de lenços matificantes que absorvem os óleos rapidamente e, embora momentâneos, são ideais para minutos antes de entrar numa reunião, por exemplo. Em embalagens discretas que podem ser guardadas no bolso, o uso não guarda mistério: basta encostar na pele.

Oleosidade

Muitos fatores podem desencadear a produção excessiva de óleos na pele, entre eles má alimentação e estresse. Para lidar com o problema é recomendável fazer a limpeza diária do rosto com produtos adequados a cada tipo de pele. “O homem tem mania de usar sabonete muito abrasivo. Por um tempo a pele fica seca, depois acontece o que chamamos de efeito rebote e se torna mais oleosa ainda”, diz a dermatologista Dra. Monica Linhares

Ressecamento

Áreas como cotovelos e joelhos tendem a ser mais ásperas, especialmente por falta de hidratação adequada. O ressecamento da pele pode ter fundo genético ou ser causado por fatores externos, como exposição prolongada ao ar-condicionado e  ingestão de água abaixo do indicado (no mínimo 2 litros ao dia). Em alguns casos essas regiões podem ter aparência esbranquiçada e quebradiça. Hidratantes contendo ureia em sua fórmula são boas opções.

2) RUGAS E LINHAS DE EXPRESSÃO

Dois em um

A fim de se evitar rugas e linhas de expressão muito profundas no futuro, a dermatologista indica o uso de óculos de sol. É preciso escolher um par com bom filtro, certificado e regulamentado. O acessório, além de contribuir com seu estilo, auxilia contra o surgimento de linhas de expressão na região dos olhos, além de previnir catarata. Quando as marcas começam a aparecer, produtos anti-idade específicos para a área podem ser um bom investimento.

Tecnologia contra rugas finas

O iMicro, da Basall, é um aparelho de uso doméstico que pulveriza íons em dupla função para o benefício da pele. A primeira etapa deve ser feita em conjunto com gel de limpeza e auxilia na eliminação de oleosidade excessiva e a desincrustar os poros. Já a segunda etapa, feita com dermocosmético, impulsiona os nutrientes para dentro da pele e, através de microvibrações, promete estimular a produção de colágeno, ajudando na suavização de rugas superficiais. 

Toxina botulínica ou preenchimento com ácido hialurônico?

Eles são os procedimentos não cirúrgicos mais procurados pelos homens, segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, porém existe confusão quanto a sua diferença. A dermatologista Dra. Monica Linhares explica que a toxina botulínica relaxa o músculo suavizando rugas e linhas de expressão, amenizando assim a “cara de bravo”. A aplicação pode ser feita, inclusive, de forma preventiva e anual, em média a partir dos 30 anos. Já o preenchimento cutâneo promove volume em áreas onde a idade já deixou sua marca, como vincos e rugas profundas. Ambos procedimentos são realizados em consultório e têm efeito temporário (4 a 8 meses em geral). Preço médio por sessão: a partir de R$ 1,5 mil cada.

3) ANTI-IDADE

Cada vez mais atualizados, os cremes anti-idade formulados com retinol, antioxidantes, vitamina C ou ácido hialurônico são opções para quem busca uma pele mais jovem e hidratada.

Olheiras

Elas podem ser hereditárias, causadas pelo excesso de pigmento na região ou motivadas por fatores externos como alimentação e estresse, o qual gera a dilatação dos vasos sanguíneos e confere um aspecto cansado. Para evitar o problema é preciso analisar a rotina e hábitos alimentares, além de desfrutar de noites de sono tranquilo. Clareadores específicos para a área podem ajudar, assim como tratamento com luz intensa pulsada. 

  1. câncer 

Manchas de alerta

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de pele não melanoma é o de maior incidência em casos registrados no Brasil, cerca de 25% dos tumores malignos no país. O crescimento de manchas irregulares tende a ser o principal sinal de alerta que leva pacientes aos consultórios.

Selfie aliada

O uso de fotografias tiradas periodicamente com smartphone pode auxiliar no autoexame da pele, registrando pintas e permitindo tirar aquela dúvida cruel se o sinal sempre existiu ou, até mesmo, se está aumentando de tamanho. “Uma coisa simples que todo mundo deveria ter: seu próprio mapa do corpo. Estudos mostram que isso pode salvar uma vida”, comenta a dermatologista Dra.Monica Linhares . Em consultório é chamado Mapeamento de Nevos, um procedimento indolor no qual são registradas fotografias dermatoscópicas que servirão para identificar a evolução das manchas para análise detalhada. 

Novos tratamentos

A terapia fotodinâmica utiliza a luz como aliada ao tratamento do câncer de pele. “Consiste na aplicação de um produto fotossensibilizante na pele. Esse produto penetra e se instala nos tecidos tumorais, mesmo antes de as lesões ficarem sensíveis à luz”, explica a dermatologista. A terapia, utilizada tanto no tratamento de alguns tipos de câncer quanto na prevenção, minimiza o uso de medicamentos e não deixa cicatriz, porém não descarta a necessidade de biópsia. Em consultório, um laser seletivo destrói as células cancerosas e pré-cancerosas. Outra possibilidade, a ser avaliada pelo especialista, é a utilização da luz do dia onde, após a aplicação da substância fotossensibilizante, o paciente se expõe ao sol, monitorado pelo dermatologista. “Não previne o melanoma, mas evita os carcinomas basocelular e o espinocelular, os dois mais comuns”, diz a dermatologista.

  1. Danos Solares

Melanose solar

Pequenas manchas acastanhadas em áreas de exposição, como mãos, braços e rosto, que acontecem por efeito cumulativo da exposição à radiação solar, sendo mais frequentes a partir dos 30 anos. O tratamento é feito por dermatologistas, com uso de laser ou luz intensa pulsada, a partir de R$ 1 mil. Produtos corretores de tom podem ser indicados.

Fotoproteção

O uso de protetor solar é imprescindível na prevenção do câncer de pele e outros problemas cutâneos. A aplicação deve ser feita a cada duas horas ou após contato com a água, o que inclui suor excessivo em práticas esportivas. Atenção para áreas como orelha, dorso das mãos, peito do pé e outras comumente esquecidas. Escolha o produto de acordo com o tipo de pele.

Para saber mais marque sua consulta


Informações do Autor

hnadmin

Sem comentários

Publicar comentário

/* */