Celulite: conheça os 4 locais mais afetados | Espaço Saúde Rio

Clínica de Dermatologia e Estética

(21) 2535.9077 | 3874.3134 | Rua Jardim Botânico, 600, sala 403/404, Jardim Botânico

Celulite: conheça os 4 locais mais afetados

celulite locais mais afetados

Celulite: conheça os 4 locais mais afetados


celulite locais mais afetados

 

Você sabe quais áreas do corpo têm mais chances de apresentarem celulite? Como visto em artigos passados, a celulite é causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, fazendo com que elas fiquem cheias e endurecidas.

 

Alguns fatores podem interferir no aparecimento, como questões emocionais, metabólicas e hormonais. O acúmulo de gordura, os hábitos de vida ruins (má alimentação, sedentarismo, estresse, tabagismo) e o uso de roupas apertadas também influenciam no aparecimento dos temidos furinhos.

 

No quesito áreas afetadas pela celulite, o aspecto hormonal é bastante representativo. Os hormônios femininos – estrogênio e progesterona – estimulam a formação e o acúmulo de gordura.

 


Conheça também: 9 fatores que pioram a celulite


 

São eles que determinam onde a gordura vai ser depositada e dão a característica ginóide que favorece a deposição de gordura no quadril e na coxa da mulher. Os hormônios femininos também têm uma forte e importante ação na parede das veias, facilitando a formação de edema.

 

Também têm um papel na retenção de líquidos que ocorre no final do ciclo menstrual e que pode estimular o aparecimento da celulite.

 

A influência dos hormônios sobre a formação da celulite é direta, tanto que, em fases de grandes mudanças hormonais (como puberdade, gravidez e adolescência), a mulher apresenta um aumento significativo dos furinhos.

 

Podemos, então, dizer que a celulite depende da deposição de gordura, da ação dos hormônios e das alterações das veias e dos linfáticos.

 

O papel dos hormônios é determinante. Prova disso é a celulite começar a aparecer na fase da adolescência, quando os hormônios femininos passam a ser secretados pelo organismo.

 

Conheça agora as 4 regiões do corpo mais afetadas pela celulite e porque isso ocorre.

 

 

1. Pernas e coxas

 

Uma das questões que mais estimula o aparecimento da celulite é a má circulação e, por isso, a região das pernas é muito afetada. Quando o sangue não circula de forma adequada, o corpo não consegue se livrar do excesso de água e gordura que fica preso nas células.

 

Assim, tem início um ciclo: quanto mais gordura acumulada você tem, mais difícil se torna a circulação do sangue. Isso significa que ter problemas de circulação pode causar tanta celulite quanto uma dieta rica em alimentos calóricos.

 

Somado a isso, o uso de calças apertadas pode piorar o quadro. Com o uso de roupas que comprimem o corpo, a passagem do sangue fica ainda mais comprometida, o que pode contribuir para a evolução do quadro de celulite. Ou seja, quem tem celulite de grau 1 pode passar a ter o grau 2 ou 3.

 

bunda-celulite

 

2. Bumbum

 

Além da falta de circulação apropriada e do acúmulo de gorduras, a área do bumbum apresenta um forte agravante quando o assunto é celulite: o hábito de passar muito tempo sentada.

 

Ao contrário do que se possa imaginar, não é a pressão sobre os glúteos que provoca o fenômeno, mas sim a completa falta de movimentação quando se passa longos períodos em uma mesma posição.

 

Como os glúteos impactam no movimento do quadril, rotação e estabilidade pélvica, o que faz mal ao bumbum, afeta seu corpo inteiro. Passar anos sentada por longos períodos ainda pode provocar uma inclinação pélvica que vai fazer o bumbum parecer mais achatado.

 

A flacidez e a celulite podem surgir não somente pelo sedentarismo, mas também porque a pele da região não é plenamente irrigada. Os furinhos no bumbum se formariam por causa da falta de fluxo sanguíneo, o que causa perda de colágeno.

 

celulite barriga

 

3. Abdome

 

As celulites na área do abdome têm como causa principal o excesso de peso. Esse excesso de gordura, associado à ação dos hormônios femininos e alterações na microcirculação e nos linfáticos, acaba formando a celulite. E, conforme o peso e o percentual de gordura aumentam, as celulites ficam mais evidentes.

 

A obesidade e outras doenças sistêmicas relacionadas, como a diabetes, podem aumentar essa incidência. Além da ação hormonal, a junção do sedentarismo com uma alimentação rica em gordura, açúcar e carboidrato é um dos principais fatores agravantes para o surgimento da celulite no abdome.

 


Você pode se interessar também sobre: 10 dicas para controlar a celulite


 

braço-axila-celulite

4. Braços

 

Muitos podem se surpreender, mas a celulite também pode aparecer nos braços! Isso acontece porque a região retém muitos líquidos e parte da nossa circulação linfática está localizada nas axilas. 

 

O sistema linfático é uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo e, quando está prejudicado – havendo o acúmulo de líquidos – há uma maior propensão para o aparecimento da celulite.

 

Dieta desequilibrada, alteração hormonal ou problemas com a microcirculação periférica também facilitam o aparecimento dos furinhos.

 

Conclusão

 

 

Os hormônios femininos estimulam a formação e o acúmulo de gordura, principalmente em áreas como pernas, bumbum, abdome e braços.

 

Além de aspectos gerais que incluem questões hormonais, alimentares e genéticas, cada área do corpo tem seus próprios fatores agravantes quando o assunto é aparecimento da celulite.

 

Agora você pode ter um tratamento nas 3 áreas críticas para o tratamento da celulite: Hormônios, Alimentação e cuidados com a pele 

 

Foi pensando nesse tema que nós desenvolvemos um novo e exclusivo e-book com leitura dinâmica que mostra COMO REDUZIR CELULITE – 3x mais rápido.

 


BAIXE o e-book exclusivoclicando aqui


como-diminuir-celulite

Informações do Autor

Monica Linhares

Dra. Mônica Linhares - Médica Dermatologista Diretora Técnica da Clínica Espaço Saúde Rio. Saiba mais em: http://espacosauderio.com.br/clinica/

Sem comentários

Publicar comentário

/* */