10 dicas para controlar a celulite | Espaço Saúde Rio

Clínica de Dermatologia e Estética

(21) 2535.9077 | 3874.3134 | Rua Jardim Botânico, 600, sala 403/404, Jardim Botânico

10 dicas para controlar a celulite

como controlar celulite

10 dicas para controlar a celulite


como controlar celulite

A celulite está na lista dos problemas que mais incomodam as mulheres quando o assunto é a beleza do corpo. Geralmente, sua manifestação é causada por mais de uma razão. Alterações hormonais, flacidez, gordura localizada, retenção líquida e má circulação são apenas alguns dos fatores que desencadeiam os famosos furinhos.

Por isso, na hora de combatê-los, talvez seja preciso consultar uma equipe multidisciplinar de especialistas, de forma a “atacar” a celulite em várias frentes. No post abaixo, confira 10 dicas para controlar o problema e ficar de bem com o seu corpo.

1. Hidratação

Uma das dicas importantes para combater a celulite é manter a região afetada sempre muito bem hidratada e com boa circulação sanguínea.  Por conta disso, cremes hidratantes ou anticelulite podem ser aplicados antes de dormir com a ajuda de um massageador, sempre em movimentos circulares. Isso ajuda a manter o fluxo sanguíneo local e a pele firme, com elasticidade.

2. Circulação

Evite calças muito apertadas, que podem prejudicar a circulação e contribuir para a retenção de líquidos. Para quem trabalha muitas horas sentada, é indicado levantar a cada duas horas e movimentar-se para favorecer a circulação.

3. Drenagens

Outra boa estratégia de combate à celulite é realizar drenagens linfáticas, que são indicadas para estimular o funcionamento dos gânglios linfáticos do corpo.  Eles ajudam a eliminar líquidos e toxinas do organismo.

Uma rotina saudável, como a maioria das pessoas já sabe, é o primeiro passo para manter a saúde e um corpo mais bonito. Quando o assunto é celulite, essa máxima vale também.

4. Nutrição

Para combater o problema, consulte um nutricionista e aposte em um cardápio repleto de legumes ricos em potássio, como cenoura, beterraba e abóbora;  verduras, que esbanjam magnésio; alimentos ricos em selênio, como nozes, peixes e sementes de girassol; frutas diuréticas como abacaxi, melancia e laranja; e carnes magras.

Juntos, esses alimentos compõem uma dieta antioxidante, que ajuda a eliminar toxinas e à rejuvenescer a pele. O ideal é incluir diariamente pelo menos dois desses ingredientes no prato, por refeição, sem utilizar óleo nem salgá-los demais.

5. Sal

Evite/corte o sal, pois contém sódio, que retém água no organismo e incha as células. Pelo mesmo motivo, evite molho inglês e shoyu (molho de soja) normal. Prefira o light.

6. Alimentação

Alimentos como pães, massas, leite/derivados e clara de ovo devem ser consumidos com moderação, pois favorecem o ganho de peso e o desenvolvimento da celulite. Por isso, muita cautela com eles.

7. Atenção aos hormônios

Os efeitos dos hormônios em nosso organismo não dependem só de suas concentrações no sangue, mas também da sensibilidade dos nossos receptores e de um equilíbrio hormonal entre eles.

A pílula anticoncepcional, por exemplo, pode ser um fator que desencadeia a celulite,  por conter os hormônios estrogênio e progesterona. Eles provocam alterações no metabolismo e promovem a retenção de líquidos, estimulando ou agravando o quadro.

8. Atenção ao ganho de peso

Quando a mulher engorda, rapidamente a deposição de gordura é irregular e desordenada, facilitando a formação de nódulos de celulite.

Ao emagrecer, os hormônios femininos dificultam a retirada de gordura dessas áreas. Por essa razão, muitas pessoas quando emagrecem perdem medidas nos braços, rosto, tórax, pernas e músculos, mas não nas áreas com formação de celulite.

9. Insulina

É outro hormônio que apresenta uma resposta diferenciada em partes determinadas geneticamente. Indivíduos resistentes à insulina, aliados a um cardápio com alimentação rico em carboidratos, principalmente refinado e de alto índice glicêmico, ou também carboidratos com grandes quantidades de frutose (açúcar),  acabam acumulando mais gordura e, consequentemente, podendo desenvolver celulite.

Vale lembrar: Mesmo pequenos distúrbios dessa complexa relação entre os hormônios, sempre resultam em piora da celulite. Porém, se uma mulher tem o problema, não significa que tenha desequilíbrio hormonal.

Os hormônios femininos perfeitamente equilibrados podem, também, favorecer a celulite, quase como uma característica feminina secundária. O melhor é consultar um endocrinologista, que irá avaliar exames e história clínica do paciente, para um melhor diagnóstico.

10. Como reduzir celulite

Com essas 10 dicas você viu que Hormônios, Alimentação e cuidados com a pele são 3 áreas críticas para o tratamento da celulite.

Foi pensando nesse tema que nós desenvolvemos um novo e exclusivo e-book com leitura dinâmica que mostra COMO REDUZIR CELULITE.


Baixe o e-book exclusivo, clicando aqui.



como-diminuir-celulite

 

 


Informações do Autor

Monica Linhares

Dra. Mônica Linhares – Médica Dermatologista
Diretora Técnica da Clínica Espaço Saúde Rio.

Saiba mais em: http://espacosauderio.com.br/clinica/

Sem comentários

Publicar comentário

/* */